A Escola Inglesa e o Covid-19

A Escola Inglesa e o Covid-19

São difíceis e únicos os tempos que vivemos!
A resposta que os portugueses estão a dar é testemunho do talento de um povo que desbravou mares a caminho do desconhecido com bravura, emigrou na conquista de melhores oportunidades com audácia e, com perseverança e inteligência, lutou contra uma ditadura de 48 anos e conquistou a liberdade!
As nossas escolas e os seus professores, são também motivo de orgulho na forma como não abdicam da sua função de educadores e do seu papel na formação dos nossos jovens.
Permitam-me também que manifeste orgulho no papel que a Escola Inglesa tem desempenhado na contribuição no desenvolvimento de competências reconhecidamente tão importantes para o sucesso dos nossos cidadãos, cada vez mais de um mundo global, onde a comunicação é um meio indispensável.
Aí, com profissionalismo e responsabilidade, na incerteza de decisões a tomar, foram sempre cumpridas as regras e orientações dos nossos dirigentes e da Organização Mundial de Saúde, pelo respeito pela saúde pública.
De portas fechadas desde que foi decidido o encerramento da escola publica, foi de imediato iniciado o ensino on-line, sem interrupção da atividade letiva. Professores motivados, com formação e equipamento adequado ao novo modelo, prosseguiram o seu trabalho, e abriram portas a visitas a museus nos vários pontos do mundo, discutiram temas da atualidade e brincaram e jogaram ao nível das idades e interesses dos seus alunos. Assim os têm mantido ocupados e interessados, aprendendo e trabalhando com objetivos bem definidos.

Agora é altura de enfrentar uma nova fase.
A partir do dia 18, os alunos do 11º e 12º anos regressam à escola. O cansaço do teletrabalho já se faz sentir, a ansiedade ganha terreno e a vontade de ver professores e colegas é muita!
As portas das salas da Escola Inglesa também se vão abrir para as turmas em que os alunos são, maioritariamente, desse nível etário e o regresso ao ensino presencial vai ser retomado, com segurança e confiança.
Salas amplas, arejadas, equipamento devidamente desinfetado, mesas individuais e identificadas para cada aluno, dispostas com a distância necessária entre as mesmas, serão as condições que garantem a todos os que em nós confiam, que têm razão para isso.
Nada a temer ou recear! Assim será dado o sinal desejado de que a vida continua, desde que, com segurança, sejam tomadas as medidas apropriadas.
Evidentemente que as máscaras serão o novo adereço indispensável a todos.
Embora o foco do nosso ensino seja a comunicação em línguas estrangeiras, nunca abdicaremos da responsabilidade de formação global e esta é mais uma oportunidade de espalharmos o sentido de responsabilidade a que todos estamos obrigados ao viver em sociedade.
Por nós e pelos outros, somos agentes de saúde pública e de recuperação da economia do nosso país!
Aguardemos com serenidade e confiança o retorno à normalidade, porque, vencidas as dificuldades, ela vai voltar!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.