A educação, os vários pontos de vista e modos de olhar para a nova realidade

A educação, os vários pontos de vista e modos de olhar para a nova realidade

Um ciclo de conversas online intitulado “Conversas sobre a nova realidade”, organizado pela coligação PSD/CDS-PP, arrancou, na passada quinta-feira, 7 de maio. Segundo os responsáveis dos dois partidos, esta iniciativa é a tentativa de abordar diferentes perspetivas sobre temas, desafios, oportunidades desta nova realidade face à pandemia que assolou o mundo, o nosso país e a nossa cidade.
O evento, que vai tentar ter uma periodicidade semanal, segundo transmitiram, “são conversas de reflexão crítica, que têm como objetivo contribuir positivamente com exemplos e medidas de combate à Covid-19 nas principais competências e domínios municipais. Temas atuais e com impacto no dia a dia dos sanjoanenses, trazendo realidades e formas de atuação de outros concelhos pelos seus intervenientes mais diretos”, referem.
Na primeira sessão, que se realizou no passado dia 7 de maio, o tema foi a educação e abordou questões como a obrigatoriedade do confinamento, que tem levado a que o tema digital se tenha tornado como a palavra da ordem do dia na Educação. “Constituindo-se como um tema crítico, revelou que a presença digital nas escolas estava muito aquém daquilo que é necessário, para fazer face ao encerramento dos estabelecimentos escolares e ao distanciamento social obrigatório”, frisaram os responsáveis destas conversas online.
Uma das constatações perante esta nova realidade foi que escolas, pais, professores e alunos viram-se obrigados a uma drástica adaptação e a recorrer a meios/equipamentos que outrora geriam controladamente. “Para além da resolução desta dicotomia, viram-se a braços com a falta de equipamentos e serviços de internet para todos os alunos, falta de capacitação e formação nas plataformas de aulas online disponibilizadas e os pais em teletrabalho a terem de conviver lado a lado com esta nova realidade”, referem.
Numa sessão em que participaram Emília Santos, vereadora da Câmara Municipal da Maia e ex-deputada à Assembleia da República, Ricardo Mota, presidente da FECAP e do CDS-PP de S. João da Madeira, a professora Isabel Valente e a aluna Beatriz Belo, da Escola Secundária João da Silva Correia, numa conversa coordenada pelo professor e vice-presidente do PSD de S. João da Madeira, Pedro Gual, o balanço foi positivo e donde saíram algumas ideias que podem ter ajudado a perceber esta nova realidade.
Para a vereadora Câmara Municipal da Maia, “estas conversas não são só importantes como também são pertinentes”, considerando tratar-se de um bom exemplo que outros concelhos deveriam seguir. “Falar hoje de realidade é importante, desejável e sempre atual. Só tenho a dar os parabéns pela iniciativa, que possa ser replicada por outros temas que sejam também pertinentes”, concluiu.
Para Ricardo Mota, presidente da FECAP, e também responsável pela organização destas conversas, “elas nascem depois de uma identificação de uma necessidade, que era pensar um pouco mais naquilo que se está a passar nas dinâmicas dos vários setores da sociedade”. Para o presidente da FECAP, “é importante que a sociedade ajude a pensar todos estes momentos, onde temos de repensar tudo”, conscientes de que nada será como outrora, apesar de se considerar um otimista.
A aluna Beatriz Belo, outra das participantes nesta conversa, realçou a importância de se ter ouvido “vários pontos de vista, várias opiniões e modos de olhar para determinados assuntos”, dando os parabéns pela iniciativa e considerando tratar-se de uma mais-valia para todos.
A concluir este painel, a professora Isabel Valente realçou a importância da iniciativa, até porque “todo o feed-back que sai destas conversas ajuda-nos a encontrar soluções para as necessidades do dia a dia”. Referiu ainda a preocupação de todos os professores no ensino à distância e a importância de ser possível ouvir a realidade de cada um, para “todos juntos encontrarmos soluções para resolver os problemas”, incluindo comunidade escolar e encarregados de educação.
Para o moderador da conversa, o professor Pedro Gual, “é importante que seja mantida a esperança, que, com o contributo de todos, vamos conseguir fazer com que tudo isto tenha valido a pena”, referiu, lembrando as palavras da aluna Beatriz Belo. Apesar das muitas dificuldades colocadas pela pandemia a todos os setores da sociedade, acredita que também “traz muitas oportunidades, que temos de saber agarrar para o bem de todos”, concluiu.

Conversas sobre a Nova Realidade no comércio e pequenos negócios

Conforme o estabelecido pela coligação PSD/CDS-PP, a tentativa de manter a periodicidade semanal nestas conversas faz com que esta semana o tema a debater seja o comércio, no âmbito do encerramento dos estabelecimentos comerciais. Em nota enviada pelos organizadores, «o comércio e pequenos negócios sofreram um dos mais rudes golpes dos últimos tempos. Constituindo-se como um tema crítico, revelou que muitos não estavam preparados para esta situação de emergência, o que os levou a reinventar-se e a adaptar-se. Com os estabelecimentos fechados, sem faturação, mas com as despesas mensais presentes, muitos comerciantes diversificaram a sua área de negócio, adaptaram-se e abordaram as novas tecnologias, aderiram a take-away e a plataformas de entrega de mercadorias e refeições. Contudo, outros, sem terem essa possibilidade, tiveram de recorrer ao lay-off temporário. Esta pandemia demonstrou a nova realidade e a capacidade de transformação e adaptação que estes negócios sofreram», tema que irá ser debatido por um leque de convidados.
A conversa acontecerá esta quinta-feira, 14 de maio, pelas 21h30, e contará com a participação de Susana Lamas, presidente do PSD de S. João da Madeira, Cecília Meireles, deputado do CDS-PP à Assembleia da República, o comerciante José Neves, o contabilista André Maia e a moderação de Paulo Barreira, presidente da Associação Comercial de S. João da Madeira. Os interessados poderão seguir e participar através da página no Facebook, Conversas Sobre a Nova Realidade.

Paulo Guimarães

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.