Desporto

Fundo de Vila quebrou o enguiço dos empates com pesada derrota

• Favoritos: 26


Uma primeira parte em que a equipa que viajou de S. João da Madeira poderia sair por cima o que não escandalizaria ninguém, foi esta equipa que obteve as mais fragantes ocasiões de golo, que mais vezes esteve no controlo do jogo.

 Gião, 6 -  Fundo de Vila, 0

 Naturalmente que temos de começar pelo que se viu em campo e principalmente na primeira parte do encontro para que se consiga justificar um resultado tão desproporcional.
Foi a equipa do Fundo de Vila que melhor entrou em campo, sem preconceitos e com grande determinação, criando algumas oportunidades de golo pressionava a baliza adversaria mas sem conseguir concretizar as oportunidades que ia criando e assim numa jogada confusa junta à baliza do Fundo de Vila a equipa do Gião marca o seu primeiro golo. Reagiu o Fundo de Vila que até ao intervalo do encontro dominou a maior parte do tempo voltando a criar oportunidades para marcar só que o poete, a barra ou o guarda-redes estavam sempre no caminho da bola.
Uma primeira parte em que a equipa que viajou de S. João da Madeira poderia sair por cima o que não escandalizaria ninguém, foi esta equipa que obteve as mais fragantes ocasiões de golo, que mais vezes esteve no controlo do jogo.
Com o recomeço do encontro entrou a equipa do Fundo de Vila com garra e vontade de dar a volta e nos primeiros minutos mandou novamente no jogo obrigando a equipa adversaria a defender e só cerca de cinco minutos depois do começo o conjunto do Gião desceu ao campo do Fundo de Vila e faz logo o seu segundo golo. Mais difícil se tornava para o Fundo de Vila continuar a lutar contra todas as circunstancias do jogo  até porque a  equipa da casa endurecia cada vez mais o seu jogo obrigando o Fundo de Vila a constantes mexidas na equipa.
Com o terceiro golo do Gião a equipa do Fundo de Vila abdicou o seu guarda-redes e tentou jogar tudo mas também para isso não era o dia de sorte da equipa e assim sofre mais três golos. Naturalmente que este não é um resultado que espelhe o que se passou em campo, com uma primeira parte excelente, com um inicio de segunda parte de grande novel e apesar de todas as contrariedades em campo foi a equipa do Fundo de Vila uma lutadora e de uma procura de um outro resultado exemplar.
O Fundo de Vila contra a equipa do Gião que já se sabia que iria jogar duro, que tudo faria para manter a invencibilidade e jogando em sua casa não teria problema algum em usar a força sempre que fosse preciso e disso é exemplo o atleta do Fundo de Vila            altamente massacrado durante todo o tempo em que esteve em campo.
Uma derrota imerecida que foi imposta por uma equipa que não mostrou melhor qualidade que a equipa de Fundo de Vila mas que usou sempre mais a força e o seu poder físico. O encontrou terminou com uma grande lição do Fundo de Vila que a 16 segundos do final do mesmo parou a bola e despediu-se dos seus adversários, Uma grande demonstração de fair  play.
Uma equipa de arbitragem que esta época foi de longe a melhor que já dirigiu os jogos do Fundo de Vila que cometeu o grave erro de deixar que o jogador do Fundo de Vila Tiago Gomes que saiu da equipa do Gião para o Fundo de Vila fosse tão drasticamente massacrado em jogo acabando injustamente por ser ele a ser expulso do jogo depois de tudo o que passou. Um erro lastimável.
O próximo encontro terá lugar no dia 4 de Novembro pelas 17h00 no Pavilhão das Travessas contra a equipa da ADEC

O Fundo de Vila alinhou com os seguintes elementos, João Pinho, Marcelo Dias, Bruno Santos, André Dias, Valter Rodrigues, Daniel Silva, João Ferreira, Bruno Cardoso, Jorge Neves, Valter Silva, Tiago Gomes, e Tiago Costa, treinador adjunto, Carlos Santos, treinador, João Oliveira, delegado, André Silva, treinador estagiário, Bruno Moreira, fisioterapeuta, Adriana Santos e pela equipa do Gião, Hélder Monteiro, Sandro Vieira, Gonçalo Dapão. Paulo Rodrigues, Diogo Costa, António Loureiro, Rui Pereira, Adélio Oliveira, Tiago Afonso, Rui Cardeano, Fernando Costa, Luís Carvalho, Bruno Rodrigues e Tiago Barbosa, Treinador, António Castro, treinador adjunto4 de Novembro, Fernando António, delegado, Bruno Filipe.

 

26 Recomendações
53 visualizações
bookmark icon