Opinião

Sequeira espera novo ano de “extrema exigência e muito trabalho”

• Favoritos: 26


O autarca de S. João da Madeira garante que 2022 ficou marcado por tempos “difíceis” e simultaneamente “desafiantes” avançando que 2023 será um ano “exigente” de muito trabalho, mas também de esperança”.

Na tradicional mensagem aos sanjoanenses na quadra de Natal, o presidente da Câmara Municipal de S. João da Madeira fez um balanço dos “tempos difíceis e desafiantes” que marcaram 2022 e projetou 2023 como um ano “de extrema exigência e de muito trabalho, mas também de esperança”.
Jorge Sequeira lembrou a crise da pandemia da Covid-19, “à qual se sucedeu a guerra na Ucrânia, com todas as suas severas consequências, no plano humanitário, energético e económico”. Salientou em particular a “grave situação inflacionista, com valores nunca registados nas últimas décadas”.
São “adversidades e incertezas” que, de acordo com o autarca, têm tido resposta da comunidade sanjoanense no seu todo “com a necessária prontidão”, com a prioridade dos apoios do município a visar “sobretudo os mais vulneráveis e o nosso tecido económico”. E a sua convicção é a de que a cidade continuará a ser capaz de responder às “sucessivas crises”  já que dispõe de “vontade e dos instrumentos necessários para o efeito”.
Nesse sentido, o edil assinalou que “estão previstos” para S. João da Madeira “importantes investimentos no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) ”, a concretizar nos próximos anos, revelando que, só no setor empresarial, já “estão garantidos financiamentos de cerca de 15 milhões de euros”.
A esses montantes, somam-se verbas asseguradas pela Câmara Municipal, nomeadamente para colocar em prática aquele que Jorge Sequeira classifica como “o mais importante programa de apoio às comunidades desfavorecidas de que há memória”. Daí resultarão, segundo referiu, intervenções em áreas como a saúde, a educação e a valorização do território, entre outras. Há ainda “investimento para construção de novas habitações e para requalificação de habitações em uso ou abandonadas, algumas delas há décadas”.

“Rigor orçamental”

Na sua mensagem aos sanjoanenses, publicada em vídeo nas redes sociais do município, no dia 23 de dezembro, Jorge Sequeira abordou também o tema da sustentabilidade ambiental, lembrando, por exemplo, que em breve toda a iluminação pública em S. João da Madeira será assegurada por luminárias LED, “um objetivo há muito desejado”, como enfatizou, acrescentando que “a aposta na educação, na cultura e no desporto!” continuará a ser, igualmente, um “vetor fundamental” da ação da autarquia.
Para tal, o chefe máximo do executivo reafirmou a necessidade de uma política de “muito rigor orçamental”, voltando a sustentar que, no atual quadro de crise energética, a autarquia teve de modificar “o modo como o Natal foi assinalado pela cidade, mantendo, embora, a presença de elementos decorativos em muitas zonas da cidade e um programa de Natal inclusivo e solidário, com atividades para diversos públicos”.
Neste vídeo com os seus votos de Feliz Natal e Bom Ano Novo aos munícipes, gravado na renovada Escola de Fundo de Vila, Jorge Sequeira deixou ainda um agradecimento aos sanjoanenses pela forma como acolheram os refugiados deslocados que vieram da Ucrânia, dirigindo às famílias, às instituições sociais, às escolas e às empresas o seu “reconhecimento pelo modo notável como têm acolhido na nossa cidade todos os cidadãos estrangeiros que a procuram”, rematou.

26 Recomendações
68 visualizações
bookmark icon