Sociedade

CDU diz que ninguém fez queixa por assédio nas Águas de S. João à ACT

• Favoritos: 27


A Assembleia Municipal de S. João da Madeira reuniu-se nesta quinta-feira à noite em sessão ordinária.

Entre os assuntos discutidos no período antes da ordem do dia, foram abordados vários sobre água, entre os quais o caso de alegado assédio na empresa municipal Águas de S. João.
Recorde-se que STAL (Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local) já tinha denunciado a alegada situação numa Assembleia Municipal, sendo que na mesma sessão houve trabalhadores daquela empresa a desmentir o sindicato e outros, a maioria dos funcionários presentes, a corroborar.
Em causa estão acusações de assédio moral aos trabalhadores, por parte do diretor geral, que, tal como o Presidente da Câmara, refutou as acusações.
A CDU disse, na altura, que só se iria pronunciar depois de obter mais informações.
Agora, a deputada Fátima Guimarães informou que pediu uma audiência à ACT (Autoridade para as Condições no Trabalho) no sentido de perceber  se essa entidade tem competências para investigar o caso e se recebeu alguma queixa.
Segundo a deputada da CDU, a ACT confirmou ter competência para analisar o caso, mas não terá recebido, até ao dia da audiência com a CDU, nenhuma denúncia nem do STAL, nem de nenhum trabalhador, o que é necessário para desenvolver uma ação investigativa.
[Mais desenvolvimentos na edição impressa]
27 Recomendações
128 visualizações
bookmark icon