Educação

“Preparar o arranque do ano letivo é preparar o futuro”

• Favoritos: 2


O regresso às aulas arrancou, esta semana, para mais de 4 mil alunos das escolas públicas de S. João. A Escola de Carquejido foi a escolhida pela autarquia para assinalar o início do ano letivo, espaço em que os sorrisos venciam a ansiedade.

Vânia Cardoso, mãe do Duarte, quis chegar cedo àquele que seria o primeiro dia de aulas do filho. Apesar de ter uma filha a frequentar o quarto ano, não escondia alguma “ansiedade” nesta nova etapa escolar do seu filho. “Acredito que nem tenha dormido esta noite. Esta manhã, disse-me que estava com medo de vir para a escola”, mas “prometeu ser um bom aluno”, gracejou. Vânia explicou a ‘O Regional’ que este foi um dia especial e preparado em família, com tempo e tranquilidade. “Na verdade, dificilmente estamos preparados para este dia. Custa sempre sentir que, apesar de felizes, os nossos filhos abraçam uma nova etapa da vida que ficará para sempre nas suas memórias”, assim como ela guarda as suas, quando entrou para a escola.
Além desta mãe, ‘O Regional´ conversou com outros encarregados de educação, e a maioria mostrava-se “confiante”, nada “preocupados” ou “apreensivos” relativamente aos cuidados que os filhos vão ter quanto às medidas de combate à Covid-19.
As escolas em S. João da Madeira reabriram portas na última terça-feira, dia 13, para o arranque de mais um ano letivo. A Escola de Carquejido foi a escolhida pela autarquia para assinalar o seu início no concelho. Na sala da professora Elsa Reis, as boas vindas aos seus novos “amores” foram dadas com um jogo de união, afetos, dinâmica de grupo, fomentando a amizade e o espírito de grupo.
Jorge Vultos Sequeira, Presidente da Câmara, fez questão de deixar uma mensagem aos pais, que se encontravam na sala de aula, de “tranquilidade” para o ano novo ano escolar. Nesta visita, que considerou “simbólica”, dirigiu palavras de incentivo aos alunos, desejando-lhes um percurso escolar de sucesso. O autarca frisou que a organização do “arranque do ano letivo é preparar o futuro”, sublinhando que as escolas de S. João da Madeira são conhecidas pela sua “qualidade”, uma vez que “atraem todos os anos muitas crianças de fora do município para virem para cá estudar”.
Em declarações a ‘O Regional’, o autarca não avançou com números de alunos que este ano letivo vão frequentar as escolas do concelho. “Os números estão ainda em consolidação”. No entanto, assegurou que o número “deverá manter-se ao nível do ano anterior ou poderá mesmo superar”, referindo que, por exemplo, no Agrupamento João da Silva Correia, que agrega a escola de Carquejido, “já se verificam mais alunos do que o ano passado”.
O autarca fez ainda questão de lembrar o número de alunos estrangeiros que frequentam as escolas da cidade. “São 414 alunos. E isso é muito importante. Aqui não temos crianças portuguesas ou estrangeiras. Há crianças”. A presença destes alunos tem, na sua opinião, “um impacto muito significativo na nossa vida quotidiana”, já que “trazem riqueza cultural, diversidade de informação, de experiências e de conhecimento” – considerando até uma “oportunidade” que o município não “pode nem deve desperdiçar”.

Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa de 15 de setembro
ou no formato digital, subscrevendo a assinatura

 

 

2 Recomendações
25 visualizações
bookmark icon