Opinião

O amor não é um drama - Dás-lhe o que ele (a) quer, ou o que tu gostarias de receber?

• Favoritos: 2


“Faz aos outros aquilo que gostarias que te fizessem a ti”
Se vens de uma família cristã é muito provável que tenhas ouvido isto até à exaustão.
É possível que a memória já não te permita discriminar se foi a mãe a dizer, se foi a avó ou a catequista, mas talvez te lembres que está máxima era sempre dita, para nos convencer a partilhar um brinquedo que não tínhamos vontade de partilhar.
Impingiram-nos esta “verdade” com o propósito de nos moldar o comportamento, de tornarem-nos mais dóceis, empáticos e mais atentos às necessidades dos outros.
Não há nada de perverso ou de desajustado em tentar que as crianças sejam empáticas, bem pelo contrário.
Contudo é contraproducente, que adultos generalizem esta “resposta” e tentem amar os seus companheiros da forma como gostariam de ser amados.
Cada pessoa entende o amor de acordo com as suas aprendizagens afetivas e por essa razão tenderá a comunicá-lo segundo a sua própria “linguagem de amor”.
No entanto, para que uma pessoa se sinta amada e satisfeita num relacionamento é preciso que ela seja amada da forma como ela quer ser amada, e não como o seu companheiro gostaria de ser amado.
Isto obriga-nos ao exercício de deixar de presumir os desejos do outro e a questioná-lo com objetividade sobre o que para si é amor e sobre como gostaria de ser amado.
Casais com diferentes linguagens de amor, costumam também comunicam o amor de diferentes formas, levando-os, não raras vezes, a não compreender/ considerar as manifestações de amor do companheiro
Nos dias que correm, são cada vez mais frequentes os pais ausentes, que tentam compensar materialmente os seus filhos, pela sua ausência, levando-os a associar o amor aos presentes.
A aprendizagem que é feita na infância (e depois reproduzida na idade adulta) é que presentes e bens materiais são sinónimos de amor.

Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa de 8 de setembro
ou no formato digital, subscrevendo a assinatura

2 Recomendações
7 visualizações
bookmark icon