Sociedade

Bombeiros sanjoanenses comemoram 94 anos com um pedido de “reflexão”

• Favoritos: 52


Em dia de aniversário, Normando Oliveira, Comandante dos Bombeiros de S. João da Madeira, expressou a vontade de ver uma corporação “cada vez mais feliz e motivada”, pedindo às autoridades uma “reflexão”, relativamente às necessidades atuais

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de S. João da Madeira completou 94 anos, com uma comemoração sob a tónica de agradecimento à comunidade pelo apoio prestado à corporação.
As comemorações oficiais começaram cedo, com o içar das bandeiras, a que se seguiram as romagens aos cemitérios a deposição de uma coroa de flores no Monumento ao Bombeiro. Seguiu-se uma missa para a comunidade, na Igreja Matriz, por alma dos bombeiros dirigentes, sócios e beneméritos já falecidos.
Já a meio da manhã, teve início uma breve sessão solene, no edifício do quartel operacional da associação, este ano sem promoções, mas com a entrega de várias medalhas que foram acompanhadas por vários elementos da Associação e pelo Presidente do Município.
A cerimónia do último sábado, dia 30, voltou na ser “muito formal e caseira” e contou com um grande número de homens e mulheres do corpo ativo e direção.
O comandante dos Bombeiros destacou o “empenho de todos os elementos”, o que exige ausências constantes e saídas de casas, a qualquer hora. “Enalteço e reconheço todo o esforço, dedicação dos bombeiros, pelo trabalho meritório e pela forma resiliente na resposta que têm dado a este propósito”. Normando Oliveira não escondeu o “orgulho” nestes “seus” homens e mulheres, por aquilo que fazem “em prol da missão”, reforçando o espírito e o trabalho pela associação, numa altura que “tudo continua difícil”.
Em dia de aniversário, Normando Oliveira pediu às “entidades” uma “reflexão” e maior “atenção”. “É necessário atualizar e perceber as dificuldades que está a afetar toda a gente e os bombeiros”, dando como exemplo o preço atual do combustível.
O comandante falou também em “esperança” quando ao futuro destes cerca de 70 elementos, para que possam continuar a dar o seu melhor todos os dias. “Gostava de ver os meus bombeiros sempre felizes, que a vida lhes sorria, sentir que estão motivados, o que, infelizmente, nem sempre acontece, por razões várias”, diz.
Por sua vez, o presidente da Autarquia destacou a capacidade de intervenção da corporação, reforçando a importância dos Bombeiros junto da comunidade sanjoanense. Jorge Vultos Sequeira justificou que os Bombeiros “são um pilar fundamental da nossa comunidade. Nunca faltaram a um pedido de socorro. Este ano reforçamos a sua prontidão com a entrada ao serviço da segunda equipa de intervenção permanente. Foi uma medida que melhorou significativamente o nível da proteção civil em S. João da Madeira”, rematou.

52 Recomendações
71 visualizações
bookmark icon