Desporto

Sanjoanense deu uma boa réplica em Lisboa e mantém-se acima da linha de água

• Favoritos: 1


Sporting, 6 - AD Sanjoanense, 3

A Sanjoanense perdeu por 6-3 na visita ao Sporting, resultado expectável dada a enorme diferença entre as duas equipas, mas os alvinegros saíram de Lisboa com a cabeça bem levantada, fruto de uma exibição muito melhor da que tinham rubricado, na jornada anterior, na pista da Oliveirense. De facto, a partida no João Rocha acabou por ser bastante equilibrada, com os leões a não acelerarem muito. Depois de uns primeiros minutos equilibrados, com a ADS a desperdiçar algumas boas oportunidades para marcar primeiro, foi o Sporting a inaugurar o marcador, por João Souto. Pouco depois, Gonzalo Romero, num remate de meia distância, ampliou.

A ADS não se encolheu e reduziu, por João Lima. No entanto, o Sporting iria ampliar no espaço de poucos segundos, e com mais dois golos do craque Gonzalo Romero, um de livre direto a punir um cartão azul mostrado a Tiago Almeida, jogada precedida de falta sobre Pedro Moreira, e que Romero só concretizou à segunda, depois de o livre ter sido mandado repetir pelo árbitro Porfírio Fernandes, e logo a seguir o hattrick, na sequência de uma bola perdida por João Pedro Pereira, em zona proibida. Até ao intervalo, João Lima voltou a marcar e deixou o resultado em 4-2, no descanso.

No segundo tempo, Ferran Font, de meia distância, fez o 5-2, e Romero, em nova oferta dada pela ADS, desta feita numa perda de Tiago Almeida, o 6-2. O jogo diminuiu de ritmo e a Sanjoanense, a 30 segundos do fim, atenuou o desaire, por Tiago Almeida. Foi uma exibição digna da ADS, que se mantém acima da linha de água, mas agora com apenas um ponto de vantagem para o Parede, quando faltam três jornadas para o fim da prova. O campeonato para, agora, duas semanas e à Sanjoanense restam duas deslocações, uma a Tomar outra à Parede, e uma receção ao FC Porto.

 

5 visualizações
bookmark icon