Cultura e Lazer

Concerto de Solistas

• Favoritos: 1


É sabido que a situação pandémica obrigou a uma mudança global dos nossos hábitos culturais.
Também é verdade que as áreas do ensino e da cultura foram das que mais sofreram com esta penosa situação, pois assentam os seus alicerces na relação comunicativa de proximidade: a educação para a sociedade necessita do convívio social; a arte, mesmo a não performativa, vive de quem inspire a sua mensagem e expire a sua interpretação. Quando se trata de ensino artístico, todas as menções elencadas anteriormente se fundem, criando um obstáculo maior, exigindo de quem o pratica e recebe um esforço sobre maior para conseguir sobreviver dentro de todo o processo.
É uma certeza, a capacidade humana de superação das dificuldades e adaptação a diferentes circunstâncias, ajustando a sua forma de ser e estar a uma sobrevivência plena, com o objetivo de garantir a sua melhor vivência, a sua identidade, o seu conhecimento. O Concerto de Solistas da Academia de Música de São João da Madeira, realizado no passado dia 28 de Janeiro, pelas 21 horas, no Auditório Marília Rocha, apresentou-se como uma prova completa da capacidade de adaptação e superação a todas as circunstâncias difíceis, do que o ser humano, desde tenra idade, consegue fazer. Enquanto atividade fundamental do Projeto Educativo da Academia de Música de S. João da Madeiro, o Concerto de Solistas apresenta-se como o momento em que se eleva o estudo dos seus alunos, em concerto de mérito pelo trabalho realizado ao longo do semestre, o culminar do objetivo principal do seu trabalho: expor em palco e para toda a comunidade o resultado de toda a dedicação – tornar-se pelo processo educativo um agente da arte, neste caso musical.
Dois anos depois, respeitando todas as limitações impostas para a educação e para o acesso a eventos artísticos, cerca de 20 alunos, representantes de todos os níveis de ensino e de praticamente todas as classes instrumentais da Academia de Música de S. João da Madeira, concretizaram de forma brilhante esses objetivos. Um concerto de Gala, um momento de grande felicidade para todos os intervenientes, que, como referido em nota final pela Diretora Pedagógica Joana Raposo, “mesmo de máscaras no rosto”, conseguiram transparecer a extrema alegria de uma realização muito necessária que foi cumprida. Em busca da reposição da normalidade, espera-se pelo próximo concerto do género, lá para o final do ano letivo. Para os alunos/artistas, o trabalho apenas continua em direção a esse fim.

5 visualizações
bookmark icon