Cultura e Lazer

Museus de S. João da Madeira e Centro de Arte Oliva vão estar na plataforma Google dedicada à cultura

• Favoritos: 76


Site “Arts & Culture” reúne e disponibiliza conteúdos digitais sobre grandes instituições culturais de todo o mundo. O Município sanjoanense aproxima-se das cidades da região Norte do país com mais equipamentos culturais nesta plataforma online.

A Câmara de S. João da Madeira assinou um protocolo com a Google que vai permitir disponibilizar conteúdos digitais de três equipamentos municipais na plataforma desta gigante tecnológica dedicada à arte e à cultura internacional, onde é possível conhecer gratuitamente, através da Internet, museus e centros de arte de todo o mundo.
Assim, vão iniciar-se em breve trabalhos de preparação dos conteúdos sanjoanenses para integração nesta plataforma, estimando-se que, ainda em 2022, já possa haver informação acessível ao público na plataforma online Google “Arts & Culture”. Esses conteúdos serão relativos aos acervos do Museu da Chapelaria, do Museu do Calçado e do Centro de Arte Oliva, que poderão, dessa forma, ser consultados gratuitamente, incluindo as exposições temporárias que forem sendo realizadas em cada um dos espaços.
«Esta é uma ferramenta que abre um vastíssimo leque de oportunidades junto de públicos muito diversificados, como a comunidade escolar, os seniores ou a comunidade de investigadores e académicos», destaca a diretora do Museu da Chapelaria e do Museu do Calçado, acrescentando que esta iniciativa proporciona «uma utilização adaptada à vontade e necessidades de cada um”, promovendo, paralelamente, “a descoberta in loco, por parte de visitantes e turistas, das cidades integrantes da plataforma e dos espaços culturais nela representados».

Património museológico e artístico

O Município informa que os referidos equipamentos culturais do Município de S. João da Madeira “vão, assim, juntar-se a alguns dos mais importantes e representativos espaços do património museológico e artístico de Portugal, como o Museu Nacional de Arte Antiga, o Museu Calouste Gulbenkian, o Museu Nacional do Traje, o Museu Nacional Ferroviário, o Museu Nacional Machado de Castro e a Fundação Serralves, entre outros”.
Desta maneira, lê-se ainda na informação disponibilizada pela autarquia, “esta importante plataforma mundial será valorizada com os acervos industriais, técnicos e têxteis do Museu da Chapelaria e do Museu do Calçado, bem como com a riqueza do património artístico da coleção de arte contemporânea “Norlinda e José Lima” e a singularidade da arte bruta da coleção “Treger Saint Silvestre”, ambas do Centro de Arte Oliva, além de outros elementos identitários da cidade”.
Segundo apurou “O Regional”, em Portugal são 51 as entidades que estão representadas nesta plataforma, das quais 12 encontram-se na zona Norte do país: Porto (5), Bragança (5), Braga (1) e Lamego (1). «Com os seus dois museus e Centro de Arte Oliva, S. João da Madeira será uma importante adição para a diversidade cultural dos acervos nacionais, bem como para a representatividade do património cultural e artístico da região Norte, aproximando-se das cidades da região com mais equipamentos culturais na Google “Arts & Culture”», destaca a Câmara Municipal.
A presença sanjoanense nesta plataforma «ganha ainda mais relevo face ao contexto pandémico», adianta fonte próxima do processo, acrescentando que, desta forma, «os Museus da Chapelaria e do Calçado reforçam a sua aposta no digital», que já inclui acesso gratuito a visitas virtuais, incluindo às suas novas exposições temporárias internacionais.

76 Recomendações
187 visualizações
bookmark icon