Negócios

Rui Costa: “às vezes, o que vende não é o próprio vinho, o que chama logo à atenção é o rótulo”

• Favoritos: 17


São mais de duas décadas de trabalho na empresa Bulhosas que soma Rui Costa, de 44 anos. Entrou por volta dos 14 anos. “Já vinha na altura das férias da escola”, conta o trabalhador de Milheirós de Poiares.
Esteve nove anos na empresa, nos 12 seguintes passou por outras experiências e, há 11 anos, regressou.
“Pediram-me para voltar, pela experiência e debilidade que tinham naquele setor”, informa Rui Costa. “Foi uma altura na minha vida complicada. Estava de baixa. Convidaram-me. Se não viesse para aqui ia para outro lado, aqui já conhecia”, justifica.
“Depois convidaram-me a ser chefe de produção, há 8 anos”, completa, explicando que fala do setor de offset plana. Em todo o caso, conhece bem a empresa.
“Se formos a ver, sou dos que correu tudo, comecei na parte dos plásticos, estive no armazém, depois fui par offset plana”, indica.

Ar­tigo dis­po­nível, em versão in­te­gral, na edição nº 3867 de O Re­gi­onal,
pu­bli­cada em 25 de novembro de 2021

17 Recomendações
comments icon0 comentários
0 favoritos
22 visualizações
bookmark icon

Escreva um comentário...

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *