Cultura e Lazer

Cátia Cardoso apresenta poemas que não queimou

• Favoritos: 101


"Levava um poema no olhar / mas todos fechavam os olhos à poesia / e, por isso, / nunca teve uma troca de olhares". Foi com a leitura deste poema breve que abriu a apresentação de 'Antes que o amanhã se vista de fogo', de Cátia Cardoso, que está a decorrer neste momento, na Biblioteca Municipal de S. João da Madeira.
A primeira leitura esteve a cargo de Jéssica Santos, havendo uma segunda leitura feita por Maria Garcia.
À professora e crítica literária Cristina Marques coube a apresentação da obra.
Por sua vez, Cátia Cardoso, que abriu a sua intervenção com a leitura interpretada de um poema que "funciona como prefácio", falou da sua relação com a escrita, explicando o título do livro, que é o seu terceiro (segundo em poesia). "Antes que decidisse queimar estes poemas, que estavam na gaveta, uns há mais tempo do que outros, optei pela publicação. Em todo o caso, há uma quebra na relação da autora com os poemas", esclareceu.  Irene guimarães, vereadora do município  salientou que  <escrever é um ato de coragem" e enalteceu o trabalho literário da jornalista. Marcou ainda presença José Nuno Vieira, vice presidente da autarquia e Rodolfo Andrade, presidente da junta de freguesia de S. João da Madeira.

De salientar nesta apresentação a presença de familiares, amigos, colegas de profissão e escritores..

101 Recomendações
171 visualizações
bookmark icon