Cultura e Lazer

Primeiro Concerto do Ciclo AcáMúsica com o Quarteto Cibele

• Favoritos: 3


Estendidas as toalhas de linho, posta a mesa para um chá em chávenas de porcelana fina, o público, com as suas melhores vestes, sentado nas poltronas de veludo e o cicerone a fazer as honras da casa, está criado o cenário imaginário para uma manhã de boa música ao som de Felix Mendelssohn e Dimitri Shostakovich.
Assim, iniciou o ciclo de concertos ÁcáMúsica, da Academia de Música de S. João da Madeira. O Auditório Marília Rocha encheu para ouvir o Quarteto de Cordas Cibele constituído por Catarina Barbosa e Inês Prado Costa (violinos), Joana Silva (viola d’arco) e Gabriela Peres (violoncelo).
O Quarteto Cibele começou por interpretar, de forma sublime, o Quarteto de cordas n.°2 em Lá menor op.13 de Mendelssohn, obra escrita pelo compositor quando tinha, apenas, 18 anos de idade e carregada de um enorme dramatismo, visto ter sido escrita na sequência da morte de Beethoven, grande fonte de inspiração de Mendelssohn, bem patente neste quarteto. Aquele que foi considerado por Schuman como o “Mozart” do século 19, morreu com apenas 38 anos de idade, mas deixou-nos um dos mais relevantes espólios musicais da história, com vários quartetos de cordas, sinfonias e canções.
O Quarteto de cordas n.°8 em dó menor op.110, de Shostakovich foi a segunda obra deste programa. Esta obra autobiográfica tem por base temática o próprio nome do compositor. Dedicado à memória das vítimas do nazismo e do fascismo, este quarteto reúne temas de várias obras do compositor e tem um caráter profundamente trágico.
A Academia de Música de S. João da Madeira comemora os 40 anos de existência, sendo que este é o mote para o Ácámúsica. Nas palavras de Joana Raposo, diretora artística da iniciativa, “este é um evento que se pretende próximo da comunidade sanjoanense, capaz de mobilizar famílias para práticas culturais aos domingos de manhã e, assim, criar condições para uma nova centralidade cultural no concelho. Através de uma programação eclética e com comentários aos concertos, protagonizados pelo professor Mário Azevedo, conferimos também ao ciclo um caráter pedagógico que, com certeza, irá enriquecer o público e aproxima-lo à música e aos intérpretes”.
Este ciclo, iminentemente protagonizado por intérpretes portugueses, pretende dar palco a jovens talentos, professores/intérpretes da Academia e músicos consagrados do panorama musical nacional.
Esta primeira edição contou com o apoio da Câmara Municipal de S. João da Madeira e a parceria, ao nível da programação, com a Escola Superior de Música, Artes e Espetáculo do Porto.
O próximo concerto será no dia 7 de novembro e terá como intérpretes o Quinteto de Metais do Conservatório de Música do Porto. A entrada é livre mas sujeita a reserva de bilhetes que podem ser efetuadas através do email secretaria@amsjm.edu.pt.

3 Recomendações
1 visualização
bookmark icon