Opinião

Como é tão frágil a natureza humana!...

• Favoritos: 78


O autor sagrado no livro do Génesis narra que a criação do Homem por Deus foi feita a partir do barro, sob a influência do seu sopro divino, e a primeira mulher foi formada a partir de uma costela do homem, estando ele anestesiado por um sono profundo.
Diz também que a fragilidade do homem e o início da morte e do sofrimento foram provocados, por tanto o homem como a mulher terem comido a maçã da única árvore, cujos frutos não deviam ingerir.
Ora estas descrições são metáforas, isto é, são imagens, comparações, para definir outra realidade de forma mais simples e mais suave.
Qual a realidade que o autor quis transmitir?
-O homem foi criado a partir do barro, pois tal como este é tão frágil!...
Sem o sopro divino este barro que é o homem é capaz de todas as atrocidades tais como:
- O aparecimento de um Hitler, de um Estaline, entre outros, acusados de matarem milhões de pessoas;
- Criação do Tribunal da Inquisição pela Igreja, para combater os inimigos da fé;
Ali se infligiam grandes sofrimentos. Passou por este tribunal Santa Joana de Arc, queimada na fogueira, por ser considerada bruxa, comandando um exército, com êxito.
O mesmo acontecia aos que não se convertiam à fé da igreja, às bruxas e feiticeiras.
E por quê tudo isto?...
-Os que tinham o poder de mandar, os governantes é que escolhiam e nomeavam os bispos, clérigos, e papas que melhor defendessem os seus interesses pessoais, político e económicos. Chamou-se a essa política: A ”Questão das Investiduras”.
Esta igreja foi um escândalo e ficou, até hoje, fragilizada;
- Os pais obrigavam os filhos a irem para padres ou para freiras, quando estes queriam casar com gente inferior e não tendo vocação ficaram submetidos ao poder político e tentados a dar péssimo exemplo no aspeto moral e sexual.
Quanto à imagem da mulher ser criada da costela do homem, isso significa que ela nem é superior nem inferior ao homem, pois não teve origem nem na sua cabeça, nem seus nos pés, mas no coração, para ser amada e ter a mesma dignidade.
Quanto à maçã proibida, é o símbolo do mal e do sofrimento que sem o sopro do divino o homem comete. Com o abandono de Deus tudo vale, nem sequer as crianças estão imunes, pois a pornografia infantil rende mais do que a droga.
O cérebro das crianças é como cera, gravam tudo e por isso na escola em vez de formação ética manipulam-nas, nomeadamente na disciplina da ”Educação para a Cidadania”.
Incitam-nas na igualdade do género a mudar de menino para menina ou vice versa, através da toma de medicamentos hormonais, dando cabo da sua infantil natureza. É que para as crianças os professores sabem mais do que os pais e esta disciplina é obrigatória, reprovando quem faltar, ao contrário da disciplina de” Educação Moral e Religiosa” facultativa.

78 Recomendações
73 visualizações
bookmark icon