Sociedade

Repuxos e lago sem água há vários anos

• Favoritos: 63


Existem há vários anos, mas estão inativos. Vários repuxos e um lago, junto ao Jardim Municipal, em S. João da Madeira, estão sem água e com sinais visíveis de total abandono.

Não existe memória de quando terão funcionado pela última vez. No topo do Jardim Municipal, nas traseiras do Edifício Municipal, em S. João da Madeira, existem cerca de 12 repuxos e um lago, com cerca de 40 metros de comprimento, que se encontram há vários anos inativos (o que em nada contribuiu para a boa imagem da cidade). Estão sem água e com sinais de forte degradação. “Só sei que tem repuxos porque os vimos no chão”, referiu João Oliveira, junto à Loja do Cidadão, mesmo ali ao lado. Este sanjoanense não se lembra, aos 52 anos, de ver os repuxos em funcionamento, e muito menos quando foram construídos. “Pelo aspecto, acho que é uma obra antiga da presidência de Manuel Cambra”, avança, lamentando ainda o “estado” em que o lago e as estruturas no seu interior se encontram, bem como os repuxos fixos no chão de cimento. “São, neste momento, verdadeiros depósitos de lixo. A água está verde, cheia de folhas, copos e latas de bebida.” Este sanjoanense entende que os mesmos estão localizados num espaço de “lazer” que concentra várias pessoas. “É o início de um longo jardim, as pessoas aproveitam a sombra da ramada, para ali conversarem e descansarem”, lamentando a “falta de vaidade do município quanto a este local”.
No mesmo local, encontrámos Ana Gomes. “Os repuxos do chão não me recordo de os ver a funcionar, mas tenho memória do lago estar limpo e com água, e de aqui trazer os meus filhos”. “É uma pena, pois é uma zona muito agradável e, se foi construído, deve estar ativo e cuidado”, lembrou.

Ar­tigo dis­po­nível, em versão in­te­gral, na edição nº 3856 de O Re­gi­onal, pu­bli­cada em 9 de setembro de 2021

63 Recomendações
332 visualizações
bookmark icon