Autárquicas 2021

“S.João da Madeira tem de voltar a ser razão de orgulho para quem cá vive e trabalha”

• Favoritos: 75


Cabeça de lista de uma coligação alargada - com apoio do CDS-PP, PSD e Iniciativa Liberal - João Almeida apresenta-se com a “urgência” de um “novo impulso” para S. João da Madeira.

O conhecido deputado centrista faz uma avaliação negativa dos últimos quatro anos, apontando “promessas não concretizadas” e falhas específicas na intervenção do centro da cidade, assim como na questão de Milheirós. Visando recuperar o “orgulho” sanjoanense, o candidato aponta para a captação de investimento empresarial e para um Programa de Recuperação Social.

Como avalia o mandato autárquico de 2017-2021?
Muito aquém das expectativas.  Promessas eleitorais não concretizadas. Dinâmica e liderança perdidas. Fraca resposta aos desafios da pandemia, muito abaixo do que fizeram outros municípios. A um presidente de câmara não basta ser simpático e afável. É preciso liderar, decidir e fazer.

Que razões e objetivos principais fundamentam a sua candidatura?
A urgência de dar um novo impulso de dinâmica ao concelho. S.João da Madeira tem de voltar a ser razão de orgulho para quem cá vive e trabalha e exemplo para quem nos visita ou ouve falar de nós. No fundo, a noção de que S.João da Madeira precisa de um Presidente da Câmara com outro perfil.

A revisão do PDM está em curso, há uma requalificação do centro da cidade em fase de conclusão e uma intervenção programada para as Corgas. Como se posiciona em relação a estas medidas e que estratégia propõe para o ordenamento do território?
Esta é outra das áreas em que o actual executivo falhou. Entre a propaganda e a realidade, há uma distância enorme. A intervenção na praça não resolve os principais problemas: atração de pessoas e estacionamento. A diminuição do número de eleitores prova que não há alternativas habitacionais no concelho, principalmente para os jovens. E foram poucas as empresas a instalar-se no concelho. É na inversão destas realidades que se deve concentrar a revisão do PDM.

Ar­tigo dis­po­nível, em versão in­te­gral, na edição nº 3854 de O Re­gi­onal, pu­bli­cada em 29 de julho de 2021.

75 Recomendações
188 visualizações
bookmark icon