Sociedade

Cidade entra em risco elevado

• Favoritos: 4


S. João da Madeira é um dos concelhos que, desde o último dia 15, passou a integrar a lista dos municípios em estado de alerta devido à incidência de casos de Covid-19.

S. João da Madeira é um dos concelhos que, desde o último dia 15, passou a integrar a lista dos municípios em estado de alerta devido à incidência de casos de Covid-19. A informação foi avançada na habitual conferência da presidência do Conselho de Ministros, integrando o concelho sanjoanense na lista dos 30 que apresentam uma taxa de incidência igual ou superior a 120 casos por 100 mil habitantes.
Na última semana, os concelhos S. João da Madeira (195/100 mil habitantes) e de Santa Maria da Feira (137/100 mil habitantes) ficaram em alerta. Apesar de ter havido esta subida, isso não representa medidas restritivas adicionais ou recuo no plano de desconfinamento. Segundo informação disponibilizada pelo município, entre 4 e 17 de julho, foram confirmados 43 casos ativos de infeção.
Arouca continua a ser aquele que revela os números mais preocupantes, apesar de uma muito ligeira descida (330/100 mil habitantes). Vale de Cambra (80) é o concelho que apresenta o número mais baixo de casos, seguindo-se Oliveira de Azeméis (84), apresentando-se como os únicos na região que continuam abaixo dos 120 casos por 100 mil habitantes. O número de concelhos da Área Metropolitana do Porto sob risco elevado ou muito elevado de incidência de covid-19 mais do que duplicou numa semana, passando de cinco para 12, segundo o mapa de risco anunciado pelo Governo.
Em todo o território continental, a exigência de certificado digital ou teste negativo é aplicada para acesso a estabelecimentos turísticos e de alojamento local. A mesma obrigatoriedade coloca-se no acesso a estabelecimentos de restauração, aos fins de semana, em concelhos de risco elevada e muito elevado. 

4 Recomendações
2 visualizações
bookmark icon