Desporto

Sanjoanense acusa árbitro de insultos racistas a George Matlou

• Favoritos: 2


A AD Sanjoanense emitiu um comunicado a acusar o árbitro do jogo desta tarde em S. João de Ver, Nelson Cunha, de ter dirigido insultos racistas a George Matlou, após o final da partida.

A AD Sanjoanense emitiu uma declaração na rede social do clube a acusar o árbitro Nelson Cunha (AF Viana do Castelo), que apitou a partida de futebol desta tarde, relativa à 3ª jornada da fase de acesso à Liga 3, frente ao S. João de Ver, por insultos racistas dirigidos ao médio George, no final do jogo.

Segundo se pode ler, a Sanjoanense acusa o árbitro de o ter feito após o apito final e na sequência de uma abordagem do jogador sul-africano, que havia sido expulso nos instantes finais do jogo, pedindo uma explicação para o sucedido.

Já nos balneários, o jogador George terá revelado alguma revolta e a situação causou um grande mau estar nas hostes sanjoanenses que emitiram uma declaração nas redes sociais.

"A AD Sanjoanense vem por este meio mostrar a sua profunda indignação e repúdio para com os acontecimentos no final do jogo com o São João de Ver. O nosso jogador, George Matlou, dirigiu-se ao árbitro Nelson Cunha no final da partida para questionar o porquê de ter sido expulso, ao que este lhe respondeu "no speak english (não falo inglês), vai lá para dentro macaquinho do c...". A AD Sanjoanense, clube eclético e quase centenário, não pode de forma alguma pactuar com esta situação e apoia incondicionalmente o jogador George Matlou, pugnando pelo apuramento dos factos e penalização exemplar do referido juiz", pode ler-se na nota publicada.

2 Recomendações
6 visualizações
bookmark icon