Cultura e Lazer

Arte e saúde mental durante a pandemia

• Favoritos: 16


Poderá a arte curar ou ajudar a beneficiar problemas do foro afetivo, psicossocial ou cognitivo?
Em tempos de confinamento / pandemia poderá a arte tornar-nos mais resilientes e saudáveis mentalmente?
Para ajudar a responder a estas e outras questões relacionadas com o tema da Arte-Terapia, a turma C do 11º ano, no âmbito do Projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular e do Projeto Educação para a Cidadania, promoveu a Palestra - via zoom - “Arte e Saúde Mental em Tempos de Pandemia”, com Ana Maria Costa.
Esta artista plástica partilhou com os alunos a sua experiência com pacientes esquizofrénicos, com transtorno bipolar, autismo etc., denunciando que nos tempos de confinamento foram as pessoas que sofrem de depressão e ansiedade as que mais procuraram o seu Atelier “Pedaços D’Arte”.
O seu trabalho tem por base científica a sua tese de Mestrado, em Temas de Psicologia, Neurocognição e Linguagem, que defendeu na Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto, e que tem vindo a evidenciar uma evolução significativa em crianças, jovens e adultos de todas as idades. O mais importante não é o produto final dos trabalhos elaborados, mas a promoção da concentração, a melhoria de funções executivas, o bem-estar e a qualidade de vida em geral dos pacientes.
Os participantes foram convidados a aplicar técnicas simples como o desenho invertido, o preenchimento do vazio da folha em branco, o desenhar com a mão esquerda, constatando os seus efeitos relaxantes e até divertidos, num momento intimista onde foram desconstruídos alguns preconceitos face aos Outros de identidades diversas.
Sendo o lema da nossa escola “Acolher, Cuidar e Orientar”, esta palestra acabou por ser um momento de aprendizagem muito significativo relativamente à formação de alunos-cidadãos respeitadores da diferença e da diversidade em todos nós.

16 Recomendações
45 visualizações
bookmark icon