Sociedade

Há paredes que falam na cidade

• Favoritos: 18


Estão estampadas em várias ruas da cidade. São mensagens para todos os gostos que invadem paredes e até bancos de jardim. Trata-se de um crime de dano e, em muitos casos, poderá mesmo ser considerado um crime semi-público, se a mensagem for ofensiva.

Há quem olhe para as mensagens escritas nas paredes em várias ruas de S. João da Madeira como meros atos de vandalismo. Contudo, fazem-nos pensar o que levará os autores destas frases a pegarem em tintas e exteriorizar as suas emoções. Por toda a parte há frases com múltiplos estilos de letras que envolvem o amor, ou fazem denotar o ódio, algumas visões políticas e outras tantas ideias. Assinadas ou não, a verdade é que elas existem e estão espalhadas em várias paredes da cidade e até nos bancos de jardim.
Hélder Andrade, comissário da esquadra de S. João da Madeira, assegura que os autores destas mensagens podem ser punidos por lei. “Se a mensagem está direcionada para uma entidade ou pessoa é considerado um ato de vandalismo, mas é também um crime semi-público” e, perante estas situações, terá que existir sempre uma denúncia. O chefe máximo da polícia em S. João da Madeira lembra ainda que a “frase”, além do crime de dano em muitas situações, está associada a “injúria e difamação” e, neste caso, “os autores terão de responder pelo dano e pela difamação do ato”.

Ar­tigo dis­po­nível, em versão in­te­gral, na edição nº 3841 de O Re­gi­onal, pu­bli­cada em 29 de abril de 2021.

18 Recomendações
comments icon0 comentários
0 favoritos
951 visualizações
bookmark icon

Escreva um comentário...

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *