Desporto

João Costa vai jogar na Universidade Davis & Elkins

• Favoritos: 46


João Costa, jovem basquetebolista da AD Sanjoanense, é o novo reforço da Universidade Davis & Elkins (West Virgínia), nos Estados Unidos da América. O atleta vai ingressar no basquetebol universitário americano já na próxima temporada.

O jovem basquetebolista da Associação Desportiva Sanjoanense, João Costa, é o novo reforço da Universidade Davis & Elkins, no Estado da West Virginia, nos Estados Unidos da América. Assim, na próxima época a NCAA passa a ter mais um português, que se junta a nomes como Neemias Queta, Hugo Ferreira, Beatriz Jordão ou Maria Carvalho.

O extremo de 19 anos, internacional Sub-18, é natural de Aveiro, e fez a sua formação no Beira-Mar e Galitos. Estava desde o início desta época ao serviço dos alvinegros, e vai agora prosseguir a sua vida desportiva e académica em solo americano. Entretanto, terminará a época ao serviço da Sanjoanense, clube que admite estar “extremamente feliz com esta conquista do atleta, que o deixa um pouco mais perto do seu sonho”. Os dirigentes alvinegros asseguram ser um motivo de orgulho que a passagem pelo clube possa ter contribuído para “o processo de formação enquanto jogador”, referem.

"Vou atrás do meu sonho e vou trabalhar para isso"

A oportunidade surgiu esta época, mas João Costa lembrou que o processo de recrutamento já começou “há cerca de um ano e meio”. Depois do Europeu de Sub-18 diz ter recebido algumas propostas de agências e acabou por aceitar o convite da agência com quem trabalhou durante este ano e meio. “No último mês, apresentou-me um convite para uma universidade que me agradou. Assim, decidi arrancar com o processo com a Davis & Elkins, no Estado da West Virgínia”, precisou o jogador.

A ‘O Regional’, João Costa admitiu que vai com algum receio daquilo que vai encontrar no início, mas “sei que vou acabar por me adaptar e que vai ser uma experiência incrível. Vou atrás do meu sonho e vou trabalhar para isso”, garantiu. Sonho que admite que gostaria de ser ao mais alto nível, e por isso, deixa a certeza de que “vou trabalhar para isso, mas sempre com os pés bem assentes na terra”, acreditando que “com muito trabalho posso chegar lá”, concluiu.

46 Recomendações
299 visualizações
bookmark icon