Sociedade

Misericórdia reabre visitas a utentes de equipamentos residenciais

• Favoritos: 33


A Santa Casa da Misericórdia de S. João da Madeira continua sem novos casos de infeções de covid-19 e continua a apostar nos rastreios à doença em todos os seus equipamentos. As visitas aos utentes de equipamentos residenciais já reabriram

Na semana de 22 de março de 2021, a Santa Casa da Misericórdia de S. João da Madeira voltou a apostar nos rastreios à SARS-CoV-2 tendo sido testados 33 trabalhadores dos lares de idosos e do lar residencial, por pesquisa PCR. “Todos deram resultado negativo à infeção”, refere a instituição em comunicado.
A Misericórdia está há cinco semanas a proceder a rastreios desde a retoma do processo, em 22 de fevereiro, após a declaração de fim de surto nos equipamentos residenciais pela Autoridade de Saúde. “Consolidando os números dessas cinco semanas, fizeram-se 116 rastreios, tendo 31 trabalhadores” sido testados duas vezes no período, “por terem completado o ciclo de quatro semanas de intervalo entre rastreios”.
O Centro Distrital de Aveiro do Instituto de Segurança Social IP estendeu ainda o rastreio aos trabalhadores de creches e de estabelecimentos de ensino pré-escolar. Foram testados 74 trabalhadores da Misericórdia, tendo todos tido resultado negativo. “Tal como tinham dado negativo conforme se noticiou no anterior comunicado os 13 técnicos de ATL testados nas escolas do 1.º ciclo do Ensino Básico do concelho, em iniciativa coordenada pelo Ministério da Educação. Excluídos dos rastreios estão os trabalhadores do Centro de Acolhimento Temporário e da Unidade de Cuidados Continuados Integrados”. Nesta unidade de saúde deverá iniciar-se brevemente um processo de rastreio quinzenal, nos termos de uma norma dispensada pela Direção-Geral de Saúde.
A encerrar o reporte dos rastreios realizados da semana finda, olhando agora a utentes, aplicaram-se testes PCR a dois residentes em equipamentos de internamento, por terem sintomas compatíveis com Covid-19. Ambos deram negativo”. A mesma nota refere ainda que os rastreios realizados a utentes “ignora os testes feitos por candidatos ingressantes em equipamentos residenciais. Esta diligência é obrigatória – a necessidade de evidência de um teste negativo – e condicionante da admissão”.
Relativamente à vacinação, foram vacinados os técnicos de ATL, no fim-de-semana de 27 e 28 de março, “estimando-se para data próxima ainda não conhecida a extensão do processo aos trabalhadores das creches e do ensino pré-escolar”.
Como nota final, a Misericórdia confirma a “reabertura das visitas a utentes de equipamentos residenciais na semana de 22 de março, embora tendo atrasado o agendamento na Casa de Repouso por obras em curso neste equipamento residencial. Estas implicaram a alteração de local para a sua realização e a revisão do circuito das pessoas externas. O processo está encerrado e as visitas serão restabelecidas na semana corrente”, enfatizam.

33 Recomendações
76 visualizações
bookmark icon