Negócios

Escala, investimento e investigação para o pós-pandemia nas empresas

• Favoritos: 31


Webinar promovido por Município, Sanjotec e Oliva Creative Factory colocou empresas a discutir os desafios económicos da pandemia. Representante do IAPMEI lembrou que não vão faltar recursos às empresas com a “bazuca” e que é urgente investir.

A Câmara Municipal de S. João da Madeira, em parceria com a Sanjotec e a Olive Creative Factory, promoveu um seminário online, na passada quinta-feira, com o objetivo de abordar a atualidade económica das empresas, lançando três premissas para a discussão: a crise pandémica, as oportunidades na economia verde e a indústria 4.0.

A sessão, transmitida nos canais de comunicação do Município, contou com a presença do membro do conselho diretivo do IAPMEI, Nuno Gonçalves, e de algumas empresas de referência da região. Compareceram, também, os representantes da Associação Comercial e Industrial (ACISJM): Álvaro Gouveia para a área industrial e Paulo Barreira para o sector do comércio.

Nuno Gonçalves começou por reforçar os principais objetivos do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), também conhecido como a ‘bazuca’ europeia. Desde logo, tornar a Europa num espaço mais “atrativo e competitivo” para o investimento, apostar nas agendas da transição digital e climática e reposicionar o espaço europeu em novas cadeias de valor. Deixou, ainda, uma mensagem otimista, afirmando que, nos próximos anos, “não faltarão recursos para apoiar as empresas nos seus processos de investimento”. No decorrer da intervenção, aproveitou para evidenciar a importância das empresas ganharem “escala” e “pujança” na capacidade de investimento e investigação, de modo a que se consigam consolidar e “atacar os mercados internacionais”. Para concluir, Nuno Gonçalves anunciou que já existem alguns apoios disponíveis no domínio dos instrumentos financeiros, bem como para as empresas que pretendam efetuar processos de investimento.

"Não faltarão recursos para apoiar as empresas nos seus processos de investimento" - Nuno Gonçalves

No debate, os oradores apresentaram os seus argumentos e exibiram algumas soluções acerca da recuperação económica das empresas. Ricardo Vitorino, representante da Ubiwhere, divulgou um novo plano de “resiliência e reestruturação”, com o intuito de recuperar os danos económicos e sociais provenientes da pandemia. Carlos Oliveira, da Zenithwings, comunicou que a maioria das empresas no mercado não obtém a capacidade de se “autofinanciar” para executar a transição para o digital. “Pretendemos que as empresas tenham um parceiro e um conjunto de ferramentas digitais que lhes permitam suportar essa transição de forma autónoma”, reforçou. No uso da palavra, Paulo Barreira optou por salientar a fácil adaptação dos comerciantes à situação pandémica que vivemos. “O cenário para o qual esta pandemia atirou o comércio obrigou, uma vez mais, o setor a antecipar comportamentos e a agir de forma ágil e inequívoca”, considerou o presidente da ACISJM.

Na abertura do webinar, Jorge Vultos Sequeira, presidente da Câmara Municipal de S. João da Madeira, anunciou que, em breve, vão estar instrumentos disponíveis no Plano de Resiliência e Recuperação (PRR). Sublinhou, ainda, a importância das empresas discutirem entre si os desafios que a atual situação coloca para o futuro. “Divulgar, informar e dar a conhecer é o objetivo primordial desta sessão”, concluiu.

31 Recomendações
101 visualizações
bookmark icon