Desporto

Dínamo perde na deslocação a Ponte de Sor

• Favoritos: 18


O Dínamo foi batido por 7-2 na deslocação a Ponte de Sor. Num jogo não tão bem conseguido dos sanjoanenses, o Elétrico foi superior e conseguiu chegar a um resultado dilatado nos minutos finais.

O Dínamo Sanjoanense deslocou-se, esta tarde, a Ponte de Sor com o intuito de disputar o jogo pelo jogo, mesmo sabendo que tinha pela frente um adversário a lutar por uma vaga no play-off, apesar do Elétrico estar sem vencer há 10 jornadas. Sem temer o opositor, os homens de S. João da Madeira entraram à procura do golo e Nando Costa enviou uma bola ao poste da baliza defendida por Diogo Basílio.

Mas foram os da casa, aos cinco minutos, que chegaram ao primeiro da partida. Praticamente no primeiro lance de perigo junto da baliza de Rui Capelas, Costelinha assistiu Henrique Vicente que fez o 1-0.

O golo foi um bom tónico para os comandados de Kitó Ferreira, que passaram a ficar por cima no jogo, apesar de não criarem grandes oportunidades. O encontro entrou numa fase difícil para o Dínamo, que se ressentiu do golo sofrido e acabou por sofrer o 2-0 por Costelinha, a dois minutos do intervalo.

Ainda antes da pausa, os alentejanos chegaram à sexta falta num curto espaço de tempo, permitindo aos sanjoanenses a marcação de um livre de 10 metros. Xavier Moreira, na execução, reduziu para 2-1 e deixou o resultado em aberto para o segundo tempo.

Três minutos fatais

A segunda parte começou equilibrada, mas num espaço de três minutos, uma sequência de três golos transformou a partida. Primeiro foi Miguel Pegacha a aumentar a vantagem do Elétrico para 3-1. No minuto seguinte, Pedro Sousa reduziu para o Dínamo (3-2) e, poucos segundos depois, de grande penalidade, Rodriguinho voltou a colocar a formação de Kitó Ferreira com dois golos de vantagem (4-2).

Estavam melhor na partida os homens da casa, que a três minutos do final da partida acabaram com qualquer esperança do Dínamo em discutir o resultado. Henrique Vicente aumentou para 5-2 e praticamente sentenciou a partida.

Luís Almeida ainda lançou o 5x4, mas foi o Eléctrico a marcar mais uma vez por Rodriguinho, que aproveitou o fato de a baliza do Dínamo estar deserta para fazer um longo remate e colocar a bola no fundo das redes. E praticamente em cima do apito final, Costelinha fechou as contas da partida e fez o 7-2 final.

O Dínamo Sanjoanense volta a jogar apenas no dia 3 de abril, pelas 16h00, em Oliveira de Azeméis, frente ao Futsal Azeméis.

18 Recomendações
46 visualizações
bookmark icon