Opinião

É de louvar tanta ousadia!...

• Favoritos: 17


No passado dia 5 de março o papa Francisco realizou uma viagem apostólica ao Iraque, em plena pandemia, tendo ele vários achaques, que quando ele caminha lhe provocam sofrimento.
Eu receei que algo de grave lhe pudesse acontecer, mas como disse o cantor Bono Vox, este é um homem extraordinário, para um tempo extraordinário.
Esta viagem decorreu do dia 5 ao dia 8 de março de 2021, a convite da República do Iraque e da igreja local.
Esta inédita viagem do papa tinha por objetivo promover o diálogo inter- religioso, como chave para a paz no Médio Oriente e consolar os cristãos perseguidos. Ur, terra sagrada onde nasceu Abraão, é o berço das 3 grandes religiões monoteístas: cristianismo, judaísmo e islamismo.
Em Ur, todos em união, rezaram ao Deus da fé deste patriarca, por este mundo tão conturbado.
É de admirar a amabilidade do ayatollah Ali Sistani que professa o islamismo, em convidar o papa Francisco para sua casa. Um gesto de união que tocou os dois. Em plena pandemia o papa encostou o seu peito, carinhosamente ao peito de Ali que o recebeu na sua intimidade. Com a ajuda de um tradutor conversaram amistosamente. A confiança mútua derruba muros e lança pontes.

Ar­tigo dis­po­nível, em versão in­te­gral, na edição nº 3835 de O Re­gi­onal, pu­bli­cada em 18 de março de 2021.

17 Recomendações
29 visualizações
bookmark icon