Cultura e Lazer

O impacto do conhecimento no futuro do ambiente

• Favoritos: 18


Este sábado deu-se mais uma conferência online “Pensar Futuro”, desta vez com a presença de Alexandre Quintanilha. O cientista e professor catedrático da Universidade do Porto abordou o tema “Na Biologia Humana e no Clima”.

Atualmente deputado à Assembleia da Republica e ex-presidente da Comissão de Educação e Ciência, Alexandre Quintanilha é um reputado autor, investigador e coordenador de vários trabalhos na área do Ambiente.
Defensor de que o conhecimento deve ser a base de tudo, o professor universitário lembrou o seu impacto em disciplinas como a medicina. A junção dos dois mundos gera avanços na ciência médica, muitas vezes recusados por grupos e religiões, ou até mesmo, que acabam por não estar acessíveis a todos, como no caso da pílula, que acabam por estar restringidos a só um sexo. Segundo Quintanilha, quando algo é contestado por uma maioria, acaba por se gerar um “leque de opiniões”, criando a ideia de que “o que vai contra a natureza deve ser proibido.”
O orador recordou, ainda, que a natureza é totalmente indiferente e independente, e, ao contrário do que cada vez mais nos é vendido e apresentado, por exemplo na publicidade, nem tudo o que é natural é perfeito. Como forma de comprovar esta ideia, Quintanilha elenca vários acontecimentos naturais, no entanto trágicos, como é o caso da pandemia que hoje enfrentamos.

Ar­tigo dis­po­nível, em versão in­te­gral, na edição nº 3834 de O Re­gi­onal, pu­bli­cada em 11 de março de 2021.

18 Recomendações
32 visualizações
bookmark icon