Desporto

Hóquei em patins: Divisão de pontos no dérbi

• Favoritos: 6


Empate a quatro no dérbi regional entre Sanjoanense e Oliveirense, num jogo emocionante e bem disputado, onde só faltou o público para dar mais brilho à partida. O ponto amealhado permite aos alvinegros subirem ao 8º lugar, com 23 pontos.

Empate a quatro no "velhinho" dérbi regional entre a Sanjoanense e a Oliveirense. Jogo emocionante entre dois emblemas históricos do hóquei português, que atualmente lutam por interesses diferentes. Os alvinegros à procura da manutenção, e a Oliveirense a lutar pelo título nacional. Mas, apesar da diferença na classificação, não se notou no ringue.
Começou melhor a Oliveirense, que chegou ao golo aos cinco minutos, por Vítor Hugo, a emendar à boca da baliza uma assistência de Jorge Silva. A Sanjoanense não acusou o golo e continuou a fazer o seu jogo, procurando chegar com perigo à baliza contrária.
Mas, a experiência dos jogadores da Oliveirense falou mais alto, e numa jogada de transição, à passagem dos 13 minutos, termina em golo, com Jorge Silva a bater Tiago Freitas, e a fazer o 0-2. Apesar do segundo golo dos visitantes, a Sanjoanense não mudou o seu sentido de jogo, acreditando que seria possível chegar ao golo, o que aconteceu, aos 14 minutos, com Pedro Cerqueira a rematar cruzado junto ao poste direito de Nélson Filipe, e a reduzir para 1-2.
No minuto seguinte a Sanjoanense poderia ter chegado ao empate, mas Pedro Cerqueira rematou ao poste na cobrança de um penálti. Não marcou desta vez, mas aos 17 minutos, em novo penálti, não tremeu e, rematando para o lado contrário, bateu Nélson Filipe, fazendo o empate (2-2).
O jogo estava intenso e com oportunidades para ambos os lados, mas os homens de Vítor Pereira estavam motivados, e a "cambalhota" no marcador aconteceu. Não foi aos 19 minutos, de livre direto, com Hugo Santos a rematar à rede lateral, mas sim aos 21 minutos, e aproveitando o facto de estar a jogar em superioridade numérica, por exclusão de Jordi Bargalló. Desta vez, Hugo Santos redimiu-se e fez o 3-2 para a equipa da casa, resultado com que se foi para os balneários.
O segundo tempo arrancou com a Oliveirense a ir atrás do prejuízo, e num lance rápido de transição, Vítor Hugo bisou na partida, restabelecendo a igualdade (3-3). Embalados pelo golo do empate, dois minutos depois, Marc Torra voltou a colocar a Oliveirense na frente do marcador, na recarga de um livre direto defendido por Tiago Freitas (3-4).
Havia ainda muito tempo para se jogar, e o resultado estava em aberto. Os comandados de Vítor Pereira acreditaram, e depois de muita insistência, foi de bola parada, na marcação de um penálti, que chegaram ao golo do empate. O lance castigou um corte da bola com o patim, por parte de Marc Torra, mas foi muito contestado pelos visitantes. Na marca do penálti, Pedro Cerqueira não tremeu e fez o hat-trick, restabelecendo a igualdade (4-4), dando uma maior justiça ao marcador.
Até ao final da partida o resultado não sofreu mais nenhuma alteração, mas não foi por falta de oportunidades, e que o diga Xavi Cardoso, que a 30 segundos do apito final, na cara de Nélson Filipe levou a bola ao poste, perdendo grande oportunidade para dar os três pontos à Sanjoanense.
A partida terminou com a divisão de pontos, que colocou a Sanjoanense na 8ª posição, com 23 pontos, e já com o calendário acertado. Entretanto, no próximo sábado, 13 de março, pelas 18h00, mais um jogo complicado, na luta final pela manutenção, com a deslocação a Barcelos, para defrontar a equipa que divide a liderança com o FC Porto, com 51 pontos, mas com mais um jogo disputado.

Ficha de jogo

Campeonato Nacional da 1ª Divisão - 18ª Jornada (Jogo em Atraso)
Pavilhão: Associação Desportiva Sanjoanense

Árbitros: Paulo Carvalho (AP Leiria) e Miguel Guilherme (AP Lisboa)

Sanjoanense: Tiago Freitas, João Lima, Tiago Almeida, Pedro Cerqueira (3) e Xavi Cardoso
Suplentes: Marco Lopes, Alex Mount, Pedro Rego, Facundo Navarro e Hugo Santos (1)
Treinador: Vítor Pereira

Oliveirense: Nélson Filipe, Marc Torra (1), Jorge Silva (1), Vítor Hugo (2) e Henrique Magalhães
Suplentes: Xavier Puigbi, Pedro Moreira, Jordi Bargalló, Lucas Martinez e Franco Ferruccio
Treinador: Paulo Pereira
Resultado Intervalo: 3-2

6 Recomendações
68 visualizações
bookmark icon