Região

Movimento quer intervenção prioritária na Linha do Vouga entre Sernada e Oliveira de Azeméis

• Favoritos: 28


O Movimento Cívico pela Linha do Vouga quer “ação o mais depressa possível”, na requalificação do troço entre Sernada do Vouga e Oliveira de Azeméis, cuja intervenção está prevista até 2025, pela Infraestruturas de Portugal.

“É um risco demasiado elevado os constantes descarrilamentos numa linha muito próxima a habitações”, disse o Movimento Cívico pela Linha do Vouga (MCLV), na sequência de um descarrilamento, ocorrido no passado fim-de-semana, em Oliveira de Azeméis, sem feridos a registar.
Na mesma nota, tornada pública e remetida a ‘O Regional’, “o MCLV apela à Infraestruturas de Portugal e ao Ministro Pedro Nuno Santos que tomem ação o mais depressa possível, de modo a que a requalificação do troço entre Sernada do Vouga e Oliveira de Azeméis passe a ser prioritária”.
Contactado pelo nosso jornal, Mário Pereira, uma das três pessoas que integram este movimento, relembra que o interesse MCLV é a requalificação de toda a linha, “mas esse troço está em pior estado, tanto que nem sequer tem serviço de passageiros”.
Sobre respostas aos apelos feitos, aponta uma conversa com o líder da Juventude Socialista de Oliveira de Azeméis, João Costa, que “concorda” com o apelo do movimento. Aliás, a estrutura já o anunciou nas suas plataformas.
“Esporadicamente, há pessoas anónimas que dizem que nós temos razão”, acrescenta Mário Pereira, que não teve, para já, “respostas do governo”.
“Este governo do PS quer fazer as obras, mas há outros partidos com outra postura, ou seja, se, em 2023, alguém diferente ganhar eleições não sabemos se a obra avança”, alerta.
Para este cidadão, a intervenção no troço “é uma urgência, aquilo está em estado deplorável”, se alguém se colocar “em pé em cima dos carris aquilo abana e a linha passa perto de habitações”. “Têm de que fechar aquela linha e fazer obras urgentes”, conclui o representante.
O Programa Nacional de Investimentos 2030 inclui 100 milhões de euros para modernizar a Linha do Vouga, entre Espinho e Aveiro, até 2025.
Segundo a Infraestruturas de Portugal, em janeiro, há ainda 34 milhões destinados à reabilitação da via e reforço das condições de circulação e segurança na Linha do Vouga, com intervenções previstas para os troços Vila da Feira/Oliveira de Azeméis (concurso lançado em janeiro); Espinho/Vila da Feira; Aveiro/Águeda e Oliveira de Azeméis/Sernada do Vouga. A IP pretende executar as empreitadas até 2025.

28 Recomendações
108 visualizações
bookmark icon