Desporto

Medalha de Mérito Desportivo em Ouro ao CD Arrifanense

• Favoritos: 20


A Câmara da Feira decidiu atribuir ao Clube Desportivo Arrifanense a Medalha de Mérito Desportivo em Ouro. O clube celebra a 2 de abril o seu 100º aniversário e o seu presidente, Carlos Silva, considera a distinção “uma prenda antecipada”. 

O Clube Desportivo Arrifanense, em ano de centenário, viu a Câmara Municipal de Santa Maria da Feira atribuir-lhe a Medalha de Mérito Desportivo em Ouro. A 2 de abril, o clube completa 100 anos e, nesse sentido, a autarquia considerou ser relevante atribuir a condecoração municipal. Refira-se que, estas atribuições feitas pelas autarquias têm por objetivo homenagear publicamente pessoas singulares ou coletivas, nacionais ou estrangeiras, que se notabilizem pelos seus méritos e contributos.

No caso em concreto, o CD Arrifanense tem-se notabilizado na promoção do desporto, contando neste momento com a prática do futebol de 7 e 11, futsal, desde os escalões de formação aos seniores, bilhar e hip-hop, modalidade mista de recriação. No que diz respeito à sua principal modalidade, o futebol, o ponto mais alto da história do clube foi a participação nos campeonatos nacionais da II Divisão e os 1/16 avos da Taça de Portugal, em 1976/77, tendo sido eliminados pelo Vitória de Setúbal, da 1ª Divisão Nacional.
Para Carlos Silva, presidente do clube, esta “é uma prenda antecipada pelas comemorações do centenário”. “É com enorme orgulho que recebemos esta distinção. No fundo é também um reconhecimento ao trabalho feito pelos nossos antepassados, que contribuíram para a história do nosso clube”, referiu.
Um dos momentos altos das comemorações é a elaboração de um livro com a história dos 100 anos da instituição, e que está a ser coordenada pelo feirense Roberto Carlos Reis, professor universitário, conforme já havíamos noticiado.
“É uma história deliciosa que vão ter oportunidade de ler e que vai revelar o esforço enorme que fizeram os nossos antepassados, para que hoje seja possível recebermos esta medalha em ouro”. Segundo o presidente do CD Arrifanense, a ideia era que a 2 de abril, data do aniversário, o livro fosse apresentado, juntamente com outras iniciativas, mas a incerteza provocada pela pandemia da covid-19 poderá obrigar ao adiamento das iniciativas, cingindo-se às cerimónias protocolares e a uma romagem ao cemitério, com a deposição de uma coroa de flores no túmulo de Maria Carolina Leite Resende Garcia.
Carlos Silva lembrou que o clube mandou construir um monumento no campo número dois, cuja inauguração também não vai acontecer. “Estamos a pensar, numa altura em que seja possível, fazer a apresentação do livro e a inauguração do monumento, bem como do campo de treinos”, com a presença da autarquia feirense.

Equipa sénior de futebol na fase de subida
O clube vai, assim, celebrar o centenário, num ano em que desportivamente se viram forçados a fazer uma paragem. “Paramos tudo, desde a formação até aos seniores, mas esperamos retomar o mais breve possível”. Já em termos de futebol sénior, está em vista a realização da conclusão do campeonato distrital da 1ª divisão de Aveiro, com base numa proposta da Associação de Futebol de Aveiro (AFA). É assegurada a manutenção a todas as equipas, independentemente da divisão em que estão, e será feita a disputa de uma fase de subida para os clubes interessados. O CD Arrifanense concordou em participar, apesar de Carlos Silva criticar o método usado pela AFA: “o número de jogos não foi igual para todas as equipas, e a AFA decidiu dividir os pontos a meio, o que não considero ter sido a melhor opção. O melhor era que todos começassem com zero pontos, pois haveria uma maior verdade desportiva, mas temos de nos ajustar à nova realidade”.
Em termos financeiros, o clube atravessa dificuldades como a grande maioria dos clubes, mas o presidente não esquece os seus patrocinadores. “Sem eles o clube não se podia manter, principalmente num ano de tanta dificuldade. No entanto, temos feito das tripas coração para honrar nossos compromissos”. Carlos Silva não esquece, também, os sócios do clube, fazendo com que as “contas estejam equilibradas”.

20 Recomendações
68 visualizações
bookmark icon