Opinião

Amareleja...

• Favoritos: 14


Nos tempos que correm, acreditamos que ficando mais um pouco na cama conseguimos encolher os dias. Pura ilusão... Com a tarde e a noite chega a contradição, as horas parecem que esticam. Os dias continuam com as mesmas vinte e quatro horas... que chatice!
Passamos os olhos pelo livro que estamos a ler, na cozinha tentamos descobrir em nós um chefe com estrelas... esperamos sempre o aplauso da nossa companheira. É também neste tempo que descobrimos o quanto extraordinárias são as mulheres, com uma capacidade criativa sem fim! O optimismo delas até doí... eu falo de barriga cheia. Chego a temer o desconfinamento, mas isto é tema para outros escritos.
Depois, temos o programa diário da caminhada. Numa dessas caminhadas cruzamo-nos com um velho amigo, que já tinha apresentado à Lídia como sendo treinador de ping-pong, mas fi-lo a brincar, pois corrigi logo, porque sabia que o Zé, o José Lima, não ia gostar... Ele é treinador de ténis de mesa no Clube de Campismo. Foi um dos raros momentos de socialização. Outro desses momentos sociais que pudemos usufruir foi quando tivemos de ir a uma agência bancária cá do nosso burgo. Mas, o facto é que viemos da lá com a sensação de que podemos ser optimistas. Obrigada!

Ar­tigo dis­po­nível, em versão in­te­gral, na edição nº 3833 de O Re­gi­onal, pu­bli­cada em 4 de março de 2021.

14 Recomendações
74 visualizações
bookmark icon