Política

Bloco de Esquerda quer a Linha do Vouga integrada no passe único

• Favoritos: 5


O BE quer ver a Linha do Vouga incluída no passe intermunicipal e defende a diminuição do preço dos bilhetes, no âmbito do Programa PART

O Projeto de Resolução que o BE leva à Assembleia da República recomenda ao Governo articular as medidas com as entidades municipais e intermunicipais e com a Comboios de Portugal (CP).
A proposta foi dada a conhecer à comunicação social local, na segunda-feira, dia 8, pelo deputado Moisés Ferreira, que não vê “objeções de fundo” nem “grandes obstáculos” burocráticos para a integração da Linha do Vouga no passe único, acrescentando que a medida “não tem impacto orçamental significativo”.
Além disso, o BE quer garantir a integração das áreas metropolitanas e das comunidades intermunicipais, para que, segundo Moisés Ferreira, seja possível “apanhar o comboio em S. João da Madeira e, com um único passe, ir até ao Porto ou Vila do Conde, ou até Aveiro, que já é outra comunidade intermodal”.
O deputado, eleito pelo círculo de Aveiro, considerou que a aprovação da proposta “traduzir-se-á numa poupança para as pessoas que utilizam os transportes públicos”, além de “um incentivo à utilização, em particular do comboio”.
Moisés Ferreira apontou que se trata “também de revitalizar a Linha do Vouga, pelo menos pela procura”, completando que “não substitui tudo o resto que é preciso fazer”. A propósito, sublinhou que “o Governo tem de parar de fazer anúncios consecutivos e começar mesmo a fazer obra”.
No entender do deputado, “a mudança poderia ocorrer de uma semana para a outra, basta a Área Metropolitana do Porto [AMP] e o Governo chegarem a acordo”.
Tendo em conta que o PART é financiado pelo Fundo Ambiental, o custo “seria irrisório”, do ponto de vista do bloquista.
“Mesmo que pese mais 500 mil euros, um milhão que seja, não tem nenhum problema para o Fundo Ambiental que tem efetivamente dinheiro para poder dispensar”, referiu, acrescentando que “era um incentivo à utilização do transporte público e à redução do transporte individual, e, portanto, à redução de CO2, que também é um dos objetivos do próprio fundo.”
Tal como Moisés Ferreira mencionou, recorde-se que Santa Maria da Feira aprovou em Assembleia Municipal uma proposta semelhante, apresentada pelo BE e que prevê a recomendação ao Governo da integração da Linha do Vouga no PART.
O Fundo Ambiental é um programa do Governo para políticas ambientais e, em 2020, destinou cerca de 247,6 milhões de euros a programas de incentivo ao uso de transportes públicos. Segundo o Governo, no ano passado, houve um aumento de passageiros de 22 milhões (17%), na AMP.
Para 2021, estão já destinados quase 200 milhões de euros para o PART.

5 Recomendações
23 visualizações
bookmark icon