Fabricantes de peças automóveis vão a jogo durante o expoMECÂNICA

Fabricantes de peças automóveis vão a jogo durante o expoMECÂNICA

Com 225 empresas expositoras já com lugar cativo, e um novo máximo de superfície ocupada no desenho do evento, a 6.ª edição do expoMECÂNICA garantiu também o envolvimento dos maiores fabricantes de peças em Portugal. De 3 a 5 de maio, na EXPONOR, os pesos-pesados do setor entram em campo nos “Jogos Mecânicos”. E mostram o que valem na dinamização de uma das iniciativas de destaque do certame de referência do aftermarket automóvel luso.

Sob a égide da Comissão Especializada de Fabricantes de Peças da Associação Automóvel de Portugal (ACAP), os mais representativos produtores deste importante segmento da indústria nacional far-se-ão representar, de mangas arregaçadas, nas operações dos “Jogos Mecânicos”, uma aposta lúdico-recreativa da 6.ª edição do Salão de Equipamentos, Serviços e Peças Auto, agendada para a EXPONOR – Feira Internacional do Porto, de 3 a 5 de maio.
Mais do que um ensejo para ativar – e aditivar – as respetivas marcas e evidenciar os seus créditos no setor, o momento funcionará como uma escala de proximidade com os empresários e os profissionais que dão força a um negócio gerador de um volume de faturação de aproximadamente 20 mil milhões de euros no nosso País (englobando o comércio, a reparação e a manutenção de automóveis).
O fabrico de componentes, por sua vez, vale a Portugal 11,3 mil milhões de euros, isto é, 5% da nossa economia, graças à atividade de 235 empresas.
“A resposta do tecido empresarial ao expoMECÂNICA 2019 não podia ter sido melhor! Mesmo. Vamos pulverizar a edição recordista do ano passado em vários indicadores quantitativos, mas, mais do que isso, apraz-nos registar o novo incremento qualitativo que a exposição vai conhecer”, sublinha José Manuel Costa, diretor-geral da KiKai Eventos, o organizador da feira.
Ancorado nos resultados das anteriores edições, o Salão tem conquistado aliados de peso inclusive no domínio das parcerias e patrocínios das atividades paralelas. Para além dos contributos da Divisão de Peças e Acessórios Independentes (DPAI) da ACAP para os “Jogos Mecânicos”, a mostra deste ano terá a assinatura da multinacional Schaeffler no ciclo de conferências do “expoTalks”, que ressurgirá com um formato e conteúdos redesenhados. Com o selo de qualidade da empresa de origem alemã.

Um banho imersivo no futuro…

Outro dos trunfos do acontecimento é o projeto “Oficina 4.0”, concebido pela KiKai Eventos em parceria com a conceituada Create Business, que pretende funcionar como um “banho imersivo no que, hoje em dia, “já é” a oficina do futuro”, nas palavras de Pedro Proença, diretor comercial e de marketing desta empresa.
A iniciativa quer igualmente “fazer disparar um alerta” para os profissionais do setor, os quais terão de “preparar-se para as mudanças tecnológicas em curso, porque, se não o fizerem, encontrar-se-ão marginalizados pelo mercado daqui a meia dúzia de anos”, acredita Pedro Proença, da Create Business.
A feira que dá palco ao pós-venda automóvel de Portugal terá ainda o «Demotec – Espaço de Demonstrações» como dínamo, durante três dias, energizado pelo know-how do Centro de Formação Profissional da Reparação Automóvel (CEPRA); o palco de debate e reflexão do «Plateau TV», da autoria do Jornal das Oficinas; o “15.º Encontro Nacional da Reparação e Manutenção Automóvel”, promovido pela Associação Nacional das Empresas do Comércio e da Reparação Automóvel (ANECRA); e um workshop da Associação Nacional do Ramo Automóvel (ARAN).

Planta da feira próxima do “fecho”

Atividades paralelas à parte, que entrarão nas próximas semanas em novas etapas organizativas, de bastidores, percebe-se então que o expoMECÂNICA (que continua centrado nos eixos de peças e sistemas, tecnologias de informação e gestão, reparação e manutenção, acessórios e customização, e estações de serviço e lavagem) está a aprontar-se para voltar a atingir um novo patamar, em face da ultrapassagem dos objetivos de crescimento que os organizadores colocaram no horizonte de 2019.
“Excetuando uma ou outra reserva de espaço, a área disponível nos pavilhões 4 e 5 encontra-se totalmente preenchida, a quatro meses da abertura do evento. Pelo que restam apenas alguns stands por ocupar na nave 3 da EXPONOR – Feira Internacional do Porto”, remata Sónia Rodrigues, diretora comercial do expoMECÂNICA.
O countdown para o fecho da planta do certame está, por isso, muito próximo.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  Subscribe  
Notify of